sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011

ARQUEOLOGIA - MARKETING RADICAL


O lançamento do livro Arqueologia do Norte Alentejano, que hoje terá lugar no Palácio do Vimioso, em Évora, vem desmentir uma série de ideias feitas sobre a arqueologia: que é uma coisa desinteressante, é só velhotes a falarem de umas peças muito antigas, que não há inovação etc. etc.

Considero a fotografia marketing e não publicidade enganosa. É isso, não é?

6 comentários:

Lucrecia disse...

Super radical. Mas, me diga uma coisa: há mulheres que estudam arqueologia ou ao menos se interessam por ela? Então o convite está incompleto...
Na verdade, um convite mais simples,que tratasse a Arqueologia como ciência (que é) absolutamente
fascinante, talvez fosse mais adequado.

Santiago Macias disse...

Está incompleto, sim. Há imensas arqueólogas em Portugal.

babao disse...

O Jacques Séguela bem que tinha razao quando dizia :
"Ne dites pas à ma mère que je suis dans la publicité... elle me croit pianiste dans un bordel"

Curioso disse...

Mas este tipo de marketing é direccionado para a população masculina... e eu só não vou porque já foi!!!

babao disse...

Curioso..."populaçao masculina" !? ou feminina, entao !?
Depende dos gostos ; ))

Va-la um pouco mais de abertura de espirito ; )))

Dario Silva disse...

A arqueologia é uma ciência que enterra ou desenterra?
Na resposta pode residir a justificação.