terça-feira, 22 de Maio de 2012

INFERNO


Mangez
Les cailloux qu'un pauvre brise,
Les vieilles pierres d'église,
Les galets, fils des déluges,
Pains couchés aux vallées grises !


Esta fotografia, já antiga (1993), de James Nachtwey, é das mais violentas e incompreensíveis que jamais vi. Que papel é aquele que o homem a morrer à fome, durante uma das cíclicas secas no Sudão, recebe ou entrega? Que papel, Deus meu? E para quê?

As palavras do poema de Rimbaud têm um contexto diferente, mas a sua sonoridade parece-me ter a ver com aquele momento. Inferno é o título de um livro de Nachtwey. Uma denúncia da primeira à última página. Ainda há exemplares à venda na Amazon (102 dólares).

5 comentários:

Lucrecia disse...

Por que eata imagem tão triste? Este corpo está acabado, mas há corpos sãos, movidos por almas tão cheias de fome, como diz o poema.

Wilson disse...

Esta fotografia foi capturada num centro de distribuição de alimentos, como Nachtwey fez questão de salientar (talvez para não se submeter às críticas de que foi alvo Kevin Carter com a sua fotografia da menina e o abutre). Por isso não me impressionava se esse papel fosse algum tipo de burocracia (recenseamento???) aos muitos "cadáveres" que se deslocavam a esses centros.

Santiago Macias disse...

Caro Wilson

Sei em que circunstâncias a fotografia foi feita. O que espanta é aquele detalhe do papel. É, de certeza, e como você bem nota, algum tipo de burocracia. Um recenseamento é fundamental, para quem está a morrer à fome...

SM

Ana Paula Soares disse...

A primeira impressão que tive, o primeiro palpite que daria sobre o papel, seria o de um tipo de panfleto de igreja. Por que é bem a cara de alguns, veja bem, alguns, religiosos esta hipocrisia de dar religião a quem precisa de comida. Mas o negócio da burocracia pode bem ser a opção mais provável. Espero que seja esta mesmo...

Ana Paula Soares disse...

achei uma outra explicação para aquilo na internet, nesta descrição de uma foto:

"Vítima da fome recebe um saco de sais de re-hidratação oral. Sudão, 1993"

é um sachê de sais de re hidratação...