sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

BAR PIRATA - o fim de uma época

A notícia só veio no site da TimeOut. Pode ser que não seja verdade, mas a esperança é curta. Fechou o Bar Pirata, nos Restauradores. "Conheces o Pirata?", perguntou-me o meu pai em 1981, estava eu a começar a faculdade. Vai daí, entrámos para beber uns piratas (vinho generoso misturado com soda), acompanhados por uns pastéis de bacalhau feitos quase só com batata. O ambiente era popular: funcionários públicos de baixa patente, boémios, taxistas, cauteleiros... Fiquei fã. A partir, quase sempre com o João, passei a ir regularmente ao Pirata.

No dia 19 de março do ano passado perguntei a um amigo "conhece o Pirata?". Entrámos para tomar um aperitivo. Estava longe se imaginar que seria a minha última vez. O Pirata fechou e vai, decerto, dar lugar a um franchising ou a uma coisa de luxo. A gentrificação é isto, por muito que alguns teimem em não o querer perceber...

Sem comentários: