domingo, 19 de agosto de 2012

VA POR USTED, SENHOR PRESIDENTE!

O ex-presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo não gosta de corridas de touros. O atual Presidente também não. O futuro Presidente não sabemos.

Eles não gostam e querem que nós não gostemos. Como diz o meu amigo Ricardo Lemos, de Safara, isto é o fascismo com cara de alface. Ameaçam agora criar na Associação Nacional de Municípios Portugueses uma secção de municípios que não gostam de corridas de touros. Se a moda pega vai ser giro: Secção de Municípios Que Não Gostam de Música Pimba, Secção de Municípios Que Acham o Ronaldo Melhor Que o Messi, Secção de Municípios Cujos Presidentes Tratam o PM por TU etc etc.

Gostava de ser Presidente da Câmara em Viana do Castelo. Com este nível de preocupações, dá a ideia de ser um sítio menos stressante que ser autarca em Moura.

Hoje há corrida em Viana do Castelo. Ainda bem que há.

4 comentários:

Anónimo disse...

São tão tontos os que se brigam para que haja corridas de touros como os que se brigam para que haja corridas de touros. Cá por mim, tanto me faz que haja como não haja, desde que não se briguem uns com os outros. Ou, se eles preferirem, que se briguem muito uns com os outros mas que não me incomodem.
PL

Anónimo disse...

Para se falar daquilo que o povo quer ou não em Viana,só os Vianenses o pofem fazer e está mais que provado ao longo dos tempos que as touradas ´so serviram para um ou dois abastados que queriam ser diferentes.Viana é folclore,onde toda a gente tem a trafiçãao no sangue que não é derramado por qualquer uma farpa metalica.
Mas é necessario conhecer o nosso povo para saber aquilo que acham das touradas e não atirarem palpites que passam por ser uma provicação aos vianenses.
Façam lá as touradas no Alentejo e sejam muito felizes

Santiago Macias disse...

Somos felizes. Nós e os que encheram ontem a praça, em Viana.

caetano disse...

Apesar de não ser aficionado...de toiradas "à portuguesa", os cavaleiros dão-me, bastas vezes, sono ou fastio tanto dá, e, vai daí, "Se o meu sangue náo me engana como engana a fantasia havemos de ir a Viana...", lá fomos com os versos de Pedro Homem de Mello (familiar do falecido médico de Safara, Carlos Homem de Melo)de abalada.Não foi fácil comprar os bilhetes, a praça estava mais que composta. Estava cheia!O cartel era o do costume: cavaleiros e mais cavaleiros. Foi melhor o Rouxinol, o mesmo que actuou tb no Sobral.Os toiros foram muito desiguais - eram de diversas ganadarias.O melhor de tudo foi o substituto Sérgio "Parrita".Melhor no capote o que não se estranha num "matador" português.Por fim, estavam a protestar aproximadamente 300 (10%) pessoas e a assistirem na praça ao espectáculo cerca de 2800 pessoas.Até para o ano, esperando menos cavaleiros e mais matadores.

com os melhores cumprimentos

Francisco Perfeito Caetano

Este texto, por respeito pela Língua Portuguesa,NÃO segue o recente e não ratificado AO.