sexta-feira, 10 de agosto de 2012

ZITA SEABRA - NOME DE CÓDIGO: AGENTE XIS-BATATA

Zita Seabra resolveu fazer uma denúncia espetacular: o PCP espiava instituições do Estado Português, instalando microfones em aparelhos de ar condicionado montados pela FNAC, à época (anos 80) liderada pelo então militante comunista Alexandre Alves. Zita Seabra descobre uma tardia vocação de agente secreto. Uma coisa me preocupa. Das duas uma: ou os aparelhos de ar condicionado não tinham manutenção ou os tipos que faziam a dita era uns nabos do piorio, incapazes de identificarem um microfone.

Os delírios de Zita são frequentes e parecem ter-se agravado com a aproximação à Opus Dei. As suas intervenções merecem tudo, menos credibilidade e julgo que o PCP fez bem em dizer apenas "as afirmações dessa pessoa, nesta como noutras matérias, não merecem qualquer crédito ou comentário".


Zita Seabra num baile de debutantes. Na cabeça parece ter uma coroa. Nada garante, contudo, que não seja um sofisticado sistema de comunicações. Foi assim que tudo começou.

3 comentários:

Anónimo disse...

No fim alguém está mas é à espera que a Zita Se-Abra para lhe colocarem um microfone sabe-se lá onde.

Anónimo disse...

Isto dito pela pessoa acusada e expulsa do partido por espiar as reuniões do Comité Central e da Comissão politica...cá para mim ela é que tentou pôr uns microfones nos ares condicionados da Soeiro Pereira Gomes! Mg

Tambor de Domingo disse...

não sei se pode ter alguma ligação, mas desde que vi esta noticia que estou preocupado... é que costumo comprar a minha música na fnac!!! será que daqui a uns anos me aparece prá ai uma zita qualquer, a dizer que os cd´s deste ou daquele estavam armadilhados!?
vou já fazer a manutenção...