segunda-feira, 30 de abril de 2012

ÁGUA-FORTE

O preto no branco,
O pente na pele:
Pássaro espalmado
No céu quase branco.

Em meio do pente,
A concha bivalve
Num mar de escarlata.
Concha, rosa ou tâmara?

No escuro recesso,
As fontes da vida
A sangrar inuteis
Por duas feridas.

Tudo bem oculto
Sob as aparências
Da água-forte simples:
De face, de flanco,
O preto no branco.

 

Já há algum tempo andava para colocar aqui esta fotografia de Whoopi Goldberg, retratada por Annie Leibovitz (n. 1949), verdadeira cronista da gente da (na) moda desde os anos 70. Leibovitz tem uma série de produções marcadas pela exuberância, roçando muitas vezes o espalhafato. Criou um número muito apreciável de ícones. Mas uma das fotografias de que mais gosto é esta, justamente pelo humor, pelo jogo cromático e pela simplicidade. A atriz parece estar verdadeiramente divertida. Se não está, imita muito bem.

O poema? É de Manuel Bandeira. E o título é, de facto, Água-forte.

1 comentário:

Lucrecia disse...

Foto interessante. De Manuel Bandeira, gosto de "Profundamente", além de outros lindos e provocantes poemas.