sexta-feira, 25 de setembro de 2015

HISTORIADOR COMUNISTA

Fui, a propósito da campanha, apresentado num órgão de informação como "presidente da Câmara de Moura e historiador comunista". Sou historiador e sou comunista, já ser "historiador comunista" é outra história... Uma subtileza sacana e desonesta.

Poderei perguntar:
Já viram alguém ser apresentado como "fulano de tal, enfermeiro bloquista"? Ou "beltrana, bioquímica centrista"? Ou "sicrano, fotógrafo socialista"?

Quanto a haver "jornalistas fascistas" tenho menos dúvidas.

Eis o historiador vermelho, ou comunista, ou também benfiquista.

2 comentários:

Curioso disse...

Ora bolas, oh SM:
"Coube ao presidente da Câmara de Moura, o historiador comunista Santiago Macias, fazer as honras da casa: "Não sabia o que havia de dizer, sabia o que não havia de dizer", começou o autarca. E resolveu cantar "salta, Jerónimo salta, olé". Segundo o autarca, "não quer dizer que não saltasse", mas a explicação era outra: "Uma campanha é mais do que folclore", embora tenha de ter momentos desses."

"(...)salta, Jerónimo, salta, olé."???? Mas que raio??

vítor dias disse...

Do mesmo me queixo eu. Tenho 50 anos de vida política e há uma data de tipos que precisam sempre de dizer «o comunista Vítor Dias» ou «o blogue do comunista Vítor Dias»