domingo, 13 de Dezembro de 2009

PAESE DI MERDA

O Instituto Arqueológico Alemão teve, durante longos anos, uma delegação em Lisboa. A sua biblioteca, sem a pujança da da Calle Serrano, foi fundamental para a formação de várias gerações de jovens estudantes universitários.
.
Em 1999, a delegação fechou portas, entregando a biblioteca ao Estado Português. A dita biblioteca ficou nas instalações do IPA, na Av. da Índia. Até que, de um dia para o outro, foi decidido que aquele sítio seria para o novo Museu dos Coches. A biblioteca fechou e foi encaixotada, na esperança de uma reabertura futura. Até hoje.
.
É provável que o Estado até venha um dia a cumprir os seus compromissos. Que reabra a biblioteca. Qua a coloque à disposição dos investigadores. Que inscreva no orçamento a exorbitante verba de 30.000 euros anuais para renovação de fundos. Que se preocupe um pouquinho com a cultura. Situações destas nem precisariam de decisão, mas de meros despachos administrativos. Precisamos sim, a outro nível, de gente com formação e interesses culturais. Não é esse, desgraçadamente para todos nós, o caso de José Sócrates. E, depois de Carrilho, os ministros da cultura têm sido criados do poder. Nada mais que isso.
.

1 comentário:

jp disse...

ce serait une meilleure idée de confier cette bibliothèque à google books
au moins tout le monde pourra la consulter et il n'en coutera rien au finances publiques