domingo, 3 de Julho de 2011

BEJA - IMAGENS DA CIDADE ANTIGA


O colóquio Beja - imagens da cidade antiga vai ter lugar nos dias 13 e 14 de Outubro de 2011. Pretende dar-se, e tendo como mote os recentes trabalhos arqueológicos dirigidos pela Profª M. Conceição Lopes no forum, uma imagem da cidade antiga e das transformações que ela sofreu entre a época romana e o final do mundo islâmico. Parece-nos interessante, ao mesmo tempo, dar uma visão sobre a construção da património arqueológico da cidade ao longo do tempo, incluindo a forma como se perspetiva a futura integração dos testemunhos da cidade romana que têm sido trazidos à luz do dia.

Dia 13 (manhã)

Painel 1 - A cidade de Pax Iulia

Jorge Alarcão (Universidade de Coimbra): Enigmas da cidade de Beja

Maria da Conceição Lopes (Universidade de Coimbra): Arqueologia das cidades de Beja – tempos e templos da acrópole

José d’Encarnação (Universidade de Coimbra): Sociedade e cultura em Pax Iulia, através da epigrafia

Tomás Cordero Ruiz (Instituto de Arqueologia de Mérida): La transformación de la arquitectura y el paisaje del SW de Lusitania durante la Antigüedad Tardía


Dia 13 (tarde)

Painel 2 - Da Antiguidade à Reconquista

Santiago Macias (Universidade de Coimbra/CAM): Bispos, ulemas, muwalladun e revoltas – Beja entre os séculos V e X

Fernando Branco Correia (Universidade de Évora): A imagem de Beja em Ibn Hayyan

Hermenegildo Fernandes (Universidade de Lisboa): Da cidade islâmica à cristã: alguns novos (e outros velhos) problemas topográficos

Stéphane Boissellier (Université de Poitiers): Beja, une ville pas comme les autres : centralité historique et centralité fonctionnelle à partir de la Reconquête


Dia 14 (manhã)

Painel 3 - O património arqueológico na imagem da cidade

Miguel Alba Calzado (Consórcio de Mérida): Transformaciones del paisaje urbano de Augusta Emerita (ss V-X)

Joaquim Caetano (MNAA-IMC): Lugar Comum. Memória e invenção da cidade antiga nos memorialistas da Beja moderna

Eugénio Castro Caldas: Intervenção no forum de Beja

Cláudio Torres (CAM): Musealizando o futuro


Dia 14 (tarde)

Visita às escavações arqueológicas


O colóquio é organizado pelo Centro de Estudos Arquelógicos das Universidades de Coimbra e Porto/Campo Arqueológico de Mértola.

Coordenação científica:
Maria da Conceição Lopes (Universidade de Coimbra - CEAUCP/CAM)
Santiago Macias (Investigador do Programa Ciência 2008 da FCT - CEAUCP/CAM)

O local do encontro e o programa definitivo (incluindo a lista de entidades que o irão apoiar) serão disponibilizados em breve.
A entrada será livre e não carecerá de inscrição prévia.

1 comentário:

Miguel Serra disse...

Óptima iniciativa. Espero conseguir estar presente apesar de ainda faltar algum tempo para o encontro. Sinto particular interesse pelo tema, pois para além de ser a minha cidade tenho aí desenvolvido vários trabalhos no âmbito da arqueologia comercial. É de facto um debate e uma revisão que urge fazer, ainda para mais, tendo em conta o ritmo acelerado em que ocorrem trabalhos arqueológicos decorrentes de obras de construção e que nem sempre integram as problemáticas inerentes a um "sítio arqueológico" como são as cidades de ocupação antiga e Beja neste caso concreto. Espero ao mesmo tempo que este encontro seja uma oportunidade para o grande número de arqueólogos que trabalha em Beja poder inteirar-se de alguns dos temas e problemáticas mais marcantes do período entre a romanização e o início da época islâmica. Estão de parabéns os organizadores.